12 de set de 2012

Yo

 Eu que ando. Que andar cansa, mas também exercita. Que andar movimenta. Eu que desmonto. Que depois me remendo. Porque ser inteiro o tempo todo, cansa. Eu que como. Porque abastecer é necessário e deliciar-se também. Eu, que submeto. Porque condição e opção existem. Submeter-se por ter ou querer. Submeter-se a quê? Você? Mesmo? 
 Eu. Eu que leio pra encontrar-me e definir-me - sem êxito. Eu que leio pra tentar sair de mim. Eu que consigo sair e doi quando volto. Eu que volto porque tenho vida, mas que ela muda quando leio, sim. E eis que volto pois mudança seguida interrompe a absorção.

Um comentário:

  1. "Eu. Eu que leio pra encontrar-me e definir-me - sem êxito."
    E assim somos nós...

    ResponderExcluir