2 de nov de 2016

Finado

Hoje acordei de luto. O feriado veio me lembrar que a gente já morreu. Foi lá atrás, acho que uns meses, não sei com exatidão. Mas foi lá atrás, quando a gente achava que tava recomeçando. A morte é coisa doída mesmo, difícil de entender, impossível de aceitar. Mas cá estamos nós, sem enlace, soltos, distantes, desamarrados, completamente sozinhos. Completa ou incompletamente, não sei. Mas o que sei é que meu coração continua cheio de amor, desses que transborda, escorre, corre ruas e ruas pra te encontrar. Hoje estou tentando dizer pra ele que não tem mais rua nem encontro. Amor não entende nossa língua. Continua por aí a tua procura. Se encontrá-lo diz a verdade, vamos parar de enganar o amor com promessas e tentativas que sempre falham. Vamos tentar deixar o amor fora dessa e entender que ele não suporta tudo. Nem nós. É por isso não tem mais nós, o feriado veio pra me lembrar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário