4 de abr de 2016

Poesia desavisada

Essa poesia vai ser desavisada
Que é pra quando chegar em tu
seja a emoção do momento
Não quero que ela invada teu peito
forçando dia, hora e minuto
Quero que ela venha feito fruto
brote, cresça
até que amadureça e caia no teu pé
Pra tu ler e sentir que poesia não tem
momento, hora marcada nem pretexto
É feito meu amor.

Essa poesia diz sobre meu amor
sobre tu, que é o meu amor
Meu amor diz sobre poesia
tu que é poesia
Sempre foi encharcado de poesia
simples, sem muito enfeite
Exalando cheiro de casa, de abrigo
de acolhida pro cansaço da vida
Teu peito sempre foi morada.

Mas morada precisa ser regada, cuidada
precisa de atenção, afeto
Tem que pintá-la quando preciso
trocar os móveis se necessário
Morada precisa de um eterno lembrar-se
Quem esquece não abre as portas
quem esquece não deixa a/o outra/o fazer morada
Coração é morada.

Essa caminhada que vem por seguir precisa de morada
os pés cansam, o corpo esgota
O caminho que vem é ladeira
De mãos dadas vamos seguir melhor
Talvez eu canse muito, chore, sofra
tu também
Mas se tivermos a nossa morada
Vamos subir e descer ladeiras
e caminhos difíceis juntos.

Há pouco menos de dois anos
desavisadamente eu te encontrei
tu me encontrou
nos encontramos
Tu veio feito furacão
levando tudo de chão que tinha em mim
Me deu um medo insano
E todos os dias eu olho pra tu me perguntando o motivo de ficar.

Eu olho pra tu e vejo pureza
bondade, liberdade, companheirismo
sintonia, cuidado, afeto, doçura
Eu olho pra tu e vejo como tu me olha
eu sinto a cada passo que tu tá comigo
então por favor, não desgruda da minha mão
Tu levou tudo de chão que tinha em mim
pra construir algo mais forte e duradouro
Tu me trouxe o melhor de mim.

Nem de longe eu vou conseguir dizer
nunca vou conseguir chegar perto do que eu te desejo
Mas é um bem que nunca encontrei pra dar pra alguém
Eu quero ver teu sorriso, ver tu rodeado de gente como tu
Quero cada dia sendo uma batalha
de aprendizado nas derrotas
de alívio nas vitórias
Eu estarei, da forma que for, bem do teu lado
eu estarei.

Eu te admiro, te acho um homem incrível
que todos os dias me ensina
Eu te agradeço, por poder te ter perto
e aprender a ser melhor contigo
Te amo, como alguém que nunca para
que sempre corre ao teu encontro
Não vamos nos perder
Tá escuro
mas eu te enxergo
Tu sempre brilhou pra mim, passarinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário