29 de out de 2015

Se encontrá-la, favor avisar

Os olhos cheios d'água a viagem inteira
e a lágrima só veio descer na curva
Parecia feito rio, escorrendo, correndo
parecia não querer parar
parecia não cansar
E eu feito passarinha sem ninho
querendo um motivo pra cantar
pra sorrir
A felicidade não chegou a tempo da parada
e desci com o mesmo desconsolo
Vontade de pegar outro ônibus
voltar o caminho
pra ver se a encontrava em alguma linha
nas entrelinhas
Ela se perde da gente ou a gente se perde dela?
Só sei que pra achá-la novamente
é preciso labirinto
Voar muito pra poder voltar ao ninho

Nenhum comentário:

Postar um comentário