21 de ago de 2014

Vontade de curar essa ressaca do tanto de amor que bebi.


Vontade de habitar, sem invadir, sem machucar.
Vontade de construir, sem cobrar, sem cansar.
Vontade de encontrar, sem apressar, sem correr.
Vontade de pertencer, sem objetificar, só por descuido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário